Por que os salões de beleza odeiam gestão?

maio 21, 2017   //  por admin   //   Blog  //  Comentários desativados em Por que os salões de beleza odeiam gestão?

Milhares de salões de beleza estão espalhados pelo Brasil. Salões de todos os tipos e tamanhos. O segmento cresceu em unidades, mas não necessariamente em qualidade geral. A principal causa é conhecida: salões, de uma forma geral, detestam  gestão. Por que isto acontece?

Algumas causas:

  • Pessoas intensamente dedicadas ao trabalho operacional, centradas no atendimento ao cliente e pessoas com alta intuição criativa, enfrentam um enorme desafio para desempenhar funções gerenciais.
  • Lidar com números, com leis, com processos e procedimentos, com tecnologia da informação, com rotinas administrativas, começando pelo caixa da empresa é algo muito diferente de realizar quinze ou mais serviços de cabelo, ou de unhas, por dia.
  • Administração, ou gestão quando posta na dinâmica do dia-a-dia, é uma ciência. Pode ser arte, técnica ou o conjunto delas, mas depende de domínio de conhecimentos, desenvolvimento de habilidades e atitudes para ser colocada em prática. Um bom desempenho em gestão depende de treinamento específico e desenvolvimento permanente. O atributo de liderança é praticamente indispensável.
  • Uma imensa maioria dos salões não nasce como empresa, mas como uma forma de sobrevivência para uma pessoa, mesmo que seja em forma de MEI, até por isto é “microempreendedor individual”.
  • A complexidade da administração é desconhecida de uma enorme parcela da população brasileira. Muitos acreditam que administração só depende de bom senso e intuição. Este tempo se foi.
  • Muitos proprietários de salões, incluindo de alguns grandes salões, acreditam que o negócio tem um formato único e não se permitem discutir nada além de suas próprias crenças.
  • Pouca ou nenhuma troca de experiência com salões bem sucedidos no campo de gestão, incluindo redes fora do Brasil.
  • O modelo educacional para gestores de salão é falho desde sua base.

Muitos proprietários me perguntam como fazer para solucionar a questão de gestão e minha resposta é sempre objetiva: se você não gosta e/ou não tem tempo para isto, vai precisar de alguém que faça bem feito, sem perder o controle. Este é o motivo pelo qual inúmeros casais funcionam bem no desenvolvimento de um salão com perfil de negócio familiar.

Os salões que não podem ainda contratar um gerente, podem estabelecer o trabalho com estagiários, ou com boas recepcionistas/coordenadoras, mas normalmente quando o número de profissionais cresce, há o desafio da liderança que, se não for desenvolvido no coordenador, será motivo para inúmeros conflitos internos.

Na dúvida do que fazer e meio sem condições de operacionalizar uma decisão milhares de salões desistem da administração, negando a sua existência, mas ela continua lá, pressionando e incomodando, fazendo correr o cronômetro que conta o tempo para a ocorrência de uma falha fatal.

Gestão, na prática, não é um problema que consultores solucionem. É um atributo do negócio e faz parte do perfil profissional de alguém que esteja na empresa e viva o negócio diariamente ou sistematicamente.

Gestão é assim: você pode odiá-la, mas ela vai continuar lá, exigindo alguma atitude sua, mais cedo ou mais tarde.

Comments are closed.