O que um salão deve pesquisar para se antecipar aos fatos?

fev 25, 2015   //  por admin   //   Blog  //  Comentários desativados em O que um salão deve pesquisar para se antecipar aos fatos?

Preste bem atenção nesta definição. Pesquisa, de uma forma bem objetiva, é uma investigação sobre algo que você precisa ou quer saber e não sabe nada sobre ela ou não tem certeza se é da forma como você pensa que é. Nisto há dois pressupostos: primeiro você precisa de uma dúvida, segundo você precisa investigar. Não existe pesquisa sem dúvida e não existe pesquisa sem que se investigue através de perguntas.

Normalmente os salões não pesquisam nada. São recheados de certezas sobre a sua própria natureza. Ficam olhando para o seu próprio “umbigo” como se ali estivesse o centro do universo. Já sabem tudo sobre o seu negócio e sobre seus clientes. Os salões estão certos?

Os estudos no campo do neuromarketing, que permitem compreender o comportamento do consumidor considerando o funcionamento do cérebro humano e como ele trata as necessidades de consumo, têm mudado uma parte da história do Marketing. Imagine isto colocado a serviço da vaidade, do bem estar e da beleza.

É utilizando muita pesquisa, inclusive no campo do neuromarketing, que as grandes corporações fornecedoras de cosméticos ganham espaços cada vez mais significativos nos hábitos de consumo de mulheres e homens.

Talvez nem precise ir tão longe

Um salão pode começar pesquisando o público que vive ao seu redor, nos 500 metros de raio (algo como 5 quarteirões de 100 metros). Quem são as pessoas e famílias, como vivem e  o que esperam de um salão de beleza? Qual o salão que frequentam e por quais motivos? Quantas vezes por ano? Quais os serviços que realizam? Qual o tipo de produto que consomem? Por que não são clientes do meu salão? Você pode saber isto, mas você pode não saber tudo que precisa saber.

Você pode pesquisar empresas. Sim. Para verificar a possibilidade de desenvolver parcerias que possam fortalecer negócios de ambas as partes. É fundamental compreender como os empresários reagem a uma proposta concreta de parceria. Não há outra forma senão perguntando.

 Você pode pesquisar os seus próprios clientes. O que eles acham do seu salão? Estão satisfeitos? O que mais gostariam de ter? Como se relacionam com os serviços e prestadores de serviços do seu salão? Possuem alguma ideia que possa contribuir com o seu desenvolvimento?

Você pode pesquisar os seus ex-clientes. Você sabe os motivos que afastam os clientes do seu salão? Você perdeu clientes por que alguns profissionais foram embora do salão, ou havia algo mais a ser considerado? O que você pode oferecer evitar que a saída de profissionais afete drasticamente a demanda do seu salão?

Estes são exemplos concretos de como as pesquisas podem ajudar a melhorar o desempenho dos negócios de beleza. Há dezenas de outras boas possibilidades, mas o segredo é começar com a curiosidade de um cientista ou de um investigador, que quer saber mais sobre uma questão, sobre um fato, ou com a curiosidade de uma criança que quer saber o porquês da coisas, destruindo o mito irreal e megalômano de que já sabemos tudo sobre todos. 

Comments are closed.