Comparar um salão com a Disney?

out 3, 2017   //  por admin   //   Blog  //  Comentários desativados em Comparar um salão com a Disney?

Talvez possa parecer um exagero, um absurdo, mas a verdade é que os motivos que levam as pessoas à Disney, o Mundo Encantado, podem ser exatamente os mesmos que as levem a um salão de beleza.

Dificilmente as empresas menores se permitem fazer comparações com grandes empreendimentos. É um desperdício, porque há milhares de boas ideias esperando por um melhor aproveitamento. Principalmente no campo da prestação de serviços e do atendimento. Logicamente os detalhes fazem muita diferença. E aí começa o desafio. Pensar nos detalhes de um empreendimento de beleza exige atenção, criatividade, senso de adequação e outras coisas mais. Parar para pensar é o primeiro desafio.

Algumas perguntas ajudariam com certeza, começando por algumas bem básicas do tipo: como eu me sentiria se fosse cliente do meu salão? É isto que eu gostaria de encontrar? Este ambiente é bom? As pessoas se sentem confortáveis e felizes durante o período em que estão aqui? O serviço é muito bem realizado? Todos estão preocupados em realizar o máximo possível pela satisfação do cliente?

As respostas conduzem a novas perguntas, que possibilitam uma análise profunda da situação. Então por que motivos as pessoas vão à Disney? São vários os motivos, mas é certo que uma grande maioria das pessoas se permite fugir um pouco da realidade, do mundo de pressões e opressões, para navegar numa espécie de sonho. Nem todos conseguem e como é possível encontrar em relatos, algumas pessoas se frustram, mas a verdade é que milhões de pessoas se permitem gastar milhares de dólares, ou reais, para escapar da realidade.

Desligar a tomada do mundo cruel, esquecer das dores e mazelas, nem que seja por um dia é fundamental. Isto pode acontecer dentro de um salão, se ele for projetado para esta finalidade. É claro que não se trata de uma tarefa fácil, mas está longe de ser impossível.

Tudo começa na visão do proprietário sobre o seu próprio negócio. Alguns estão ali para ganhar dinheiro, outros para proporcionar felicidade, outros pelos dois motivos. Se o proprietário estiver ali para ganhar dinheiro, vai esquecer da felicidade e o seu negócio fica carente de alma. Se o proprietário estiver ali para provocar felicidade, vai esquecer do dinheiro e o seu negócio fica carente de sustentação. O equilíbrio faz parte do jogo do encantamento.

Investir em experiência também é necessário. O que é experiência? A cortesia ao ser recebido, a forma como tempo de espera é preenchido com cuidados, o tratamento no momento da prestação de serviço, móveis e equipamentos com conforto e aparência de novos, a limpeza, as novidades que podem ser apresentadas, um menu de serviços que vá além na sua proposta de comunicar e assim por diante. São dezenas de detalhes, da qualidade das paredes ao tipo de toalha utilizado, passando pelos produtos, pela qualificação dos prestadores de serviços, e todos os processos da recepção à despedida.

Transformar um salão num centro de experiências como a Disney, depende desse esforço sistematizado. É um trabalho para sempre, que exige uma equipe satisfeita e comprometida em cuidar dos “convidados”, correção das coisas que não foram bem avaliadas, atenção aos detalhes, novas atrações e vontade de continuar a fazer sempre mais e melhor. Encantar é sim uma questão de intenção, mas também e principalmente de atitude.

Comments are closed.